Arala Pinto e as Borboletas do Pinhal do Rei

You may also like...

2 Responses

  1. Aurélio Rosa Diniz diz:

    À distancia que este estudo foi feito não me parece nada mal, acredito até que quanto ás omissões de borboletas diurnas , podem até algumas delas ainda não viverem nestas paragens que se vei transformando ao longo dos anos.

    • Ivone Santo diz:

      Um belo trabalho comparativo em tão pouco tempo, Carlos! Como diz o Aurélio não haverá a possibilidade de as espécies irem mudando ao longo do tempo? Penso que algumas outras espécies, nomeadamente mamíferos e aves quase desapareceram do Pinhal.

Deixar uma resposta